quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Sobre Clarice Lispector


Não poderia fechar 2010 sem passar pelo Templo da Palavra.
Confesso que foi bem mais complicado escrever aqui durante esse ano, mas não poderia ignorar. Talvez por ter lido hoje algo de Clarice Lispector e ter tido um pouco de inveja da sabedoria e competência, dessa que foi umas das maiores escritoras da nossa literatura.

Clarice tem a sua narrativa mórbida e sedutora. São excitantes suas palavras ou a nossa imaginação frágil? “Uma aprendizagem ou o livro dos Prazeres”  trata sobre tudo isso. Sobre esse tesão absoluto do ser humano, em ser humano em suas sensações e pensamentos mais profundos. Vale a pena ler.



"Foi então deitados no chão, que se amaram tão profundamente que tiveram medo da própria grandeza deles.."(Clarice Lispector)